Ratos não resistem às alturas

Um piloto viajava tranquilamente em seu pequeno avião, quando começou a ouvir um barulho diferente no interior do aparelho e descobriu que se tratava de um ratinho num local inacessível e que estava roendo tudo o que via pela frente, principalmente alguns fios, colocando em risco a vida de ambos.

Sem condições de voltar ao aeroporto de origem, estando longe de seu destino e sem opções de realizar um pouso de emergência, o piloto começou a pensar em alguma alternativa para evitar uma tragédia.

Lembrou-se então de algo que aprendera na escola de pilotagem: alguns animais não resistem às alturas. Após contato com a torre de controle, subiu seu monomotor o mais alto possível e por lá permaneceu durante toda a viagem. Logo percebeu feliz da vida, que os barulhos haviam cessado, indicando que o roedor estava fora de combate. Então disse para si mesmo:

            — De fato, ratos não resistem às alturas!

Fazendo uma analogia conosco, quantas vezes nas viagens da vida, de repente aparece alguém e se põe a roer toda nossa estrutura comprometendo a segurança e o conforto!

            A primeira reação talvez seja de pânico, medo e até desespero; mas ao nos lembrarmos de alguns ensinamentos valiosos aprendidos na vida e colocando-os em prática, poderemos deixar tais pessoas para trás e voar o mais alto possível.

Procure sempre voar alto; voe o mais alto que você puder, pois além das belezas de um voo altaneiro, você se livrará dos ratos indesejáveis que talvez queiram complicar sua trajetória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>